Resposta ao Programa de Fátima Bernardes

Na manhã de hoje, a jornalista Fátima Bernardes se equivocou com uma informação fundamental, tentou fazer uma correção distorcida e ainda por cima incompleta. Minha assessoria entrou em contato com a produção de seu programa e encaminhou-lhe a seguinte mensagem.

Resposta ao Programa de Fátima Bernardes

Na manhã de hoje, a jornalista Fátima Bernardes se equivocou com uma informação fundamental, tentou fazer uma correção distorcida e ainda por cima incompleta. Minha assessoria entrou em contato com a produção de seu programa e encaminhou-lhe a seguinte mensagem.

“Prezada Fátima Bernardes,
Admiro muito seu trabalho como profissional. E sei o quanto você preza pela verdade como dever de jornalista. Justamente por isso, venho alertá-la sobre um equívoco cometido hoje em seu programa.

Em um dos quadros veiculados, você relata sobre o abominável abuso sofrido pela escritora gaúcha Clara Averbuck nesta semana. O grave erro, no entanto, foi ter se referido que o crime em questão teria acontecido dentro de um táxi. Esta informação não procede!

O abuso sexual partiu de um motorista do aplicativo UBER, que inclusive veicula comerciais apelativos e desesperados na grade de sua emissora.

Por gentileza, gostaria que essa informação fosse corrigida o quanto antes possível, já que representa um dano de imagem muito grande a uma categoria que já vem passando por problemas demais nos últimos tempos”.

Grato pela compreensão,
Vereador Adilson Amadeu.